Para ajudar a promover a paz no mundo, a China introduziu o conceito de “harmonia social” aos profissionais da lei de mais de 60 países que participavam numa conferência internacional sobre leis, em Pequim.
Para ajudar a promover a paz no mundo, a China introduziu o conceito de “harmonia social” aos profissionais da lei de mais de 60 países que participavam numa conferência internacional sobre leis, em Pequim. Mais de 1. 500 delegados reuniram-se nos últimos dois dias para o 22º Congresso sobre a Lei no Mundo. Uma nova sessão começa hoje, 8 de Setembro, em Xangai. O tema do congresso é O Domínio da Lei e a Harmonia da Sociedade Internacional, tema sugerido pela delegação chinesa.
Xiao Yang, presidente do Supremo Tribunal chinês, defende a harmonia da sociedade internacional como o único modo de manter a paz no mundo. Os chineses estão familiarizados com o conceito de harmonia social desde que o partido comunista chinês o introduziu, no Outono passado.
O presidente Hu Jintao descrê uma sociedade harmoniosa como aquela que vive na equidade, justiça, democracia, lei, estabilidade e vigor.
Implementar o domínio da lei no mundo e construir uma sociedade internacional harmoniosa deve depender dos esforços conjuntos das profissionais da lei, disse Xiao.
a comunicação entre os profissionais da lei dos países de todo o mundo deve ser fortalecida, de modo a conseguir desenvolvimentos e progressos conjuntos. acredito que este congresso vai potenciar a comunicação no campo legal e promover o progresso do domínio da lei no mundo, concluiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *