Que me importa ter 500 ou 600 seminaristas, se não forem como eu os quero? Prefiro ter poucos, mas bons.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *