O novo presidente do Burundi, o antigo líder rebelde Pierre Nkurunziza, formou o primeiro governo do país depois de 12 anos de guerra.
O novo presidente do Burundi, o antigo líder rebelde Pierre Nkurunziza, formou o primeiro governo do país depois de 12 anos de guerra. Deu lugares importantes a membros do seu partido e sete dos 20 lugares nos ministérios foram dados a mulheres. Na passada segunda-feira, 29 de agosto, o parlamento aprovou a nomeação de uma mulher da etnia hutu e de um homem tutsi como vice-presidentes.
a nova constituição garante o equilíbrio de poder entre a maioria hutu e a minoria tutsi. Esta organização faz parte do processo de paz pensado para terminar o conflito entre os rebeldes hutu e o exército liderado pela minoria tutsi. Foi acordado que 60 por cento dos lugares são ocupados por hutus e os restantes 40 por cento por tutsis. Trinta por cento da totalidade dos lugares são ocupados por mulheres.
Cerca de 300 mil pessoas morreram na guerra civil que começou em 1993 seguindo o assassinato do primeiro hutu a ser democraticamente eleito presidente do Burundi, Melchior Ndadaye.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *