O grupo guerrilheiro Exército de Libertação Nacional aceitou a responsabilidade da morte dos dois sacerdotes e dos dois trabalhadores da construção civil. atribuem as mortes a um erro que será punido.
O grupo guerrilheiro Exército de Libertação Nacional aceitou a responsabilidade da morte dos dois sacerdotes e dos dois trabalhadores da construção civil. atribuem as mortes a um erro que será punido. O grupo guerrilheiro colombiano Exército de Libertação Nacional (ELN) apresentou um pedido de desculpas no sábado, 20 de agosto, pela morte de dois sacerdotes católicos e dois trabalhadores de construção civil numa emboscada. Dizem que os responsáveis serão punidos.
Pedimos aos membros das suas famílias e à população em geral que nos perdoem, partilhamos a sua dor e tristeza, dizia o ELN num comunicado enviado à agência Reuters.
Estas mortes foram causadas pelos nossos guerrilheiros por erros de cálculo e informação, disse o ELN, acrescentando que as medidas disciplinares necessárias serão tomadas.
a polícia inicialmente culpou as Forças armadas Revolucionárias de Colômbia (Farc), um grupo guerrilheiro maior.
Milhares de pessoas são mortas no conflito colombiano cada ano, pelo menos 60 padres católicos foram mortos nos últimos 10 anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *