Com passaporte, mas sem visto, seis jovens católicos do Nepal querem participar na XX Jornada Mundial da Juventude de 16 a 21 de agosto.
Com passaporte, mas sem visto, seis jovens católicos do Nepal querem participar na XX Jornada Mundial da Juventude de 16 a 21 de agosto. Estamos em Katmandu, na igreja da assunção, a rezar para que a embaixada alemã nos dê o visto, declarou Santlal Murmu, um dos seis delegados das seis paróquias do Nepal. Tem 23 anos e chegou à capital a 26 de Julho, depois de 16 horas de viagem por estradas lamacentas.
as chuvas monsónicas não foram o único obstáculo. a guerrilha maoista bloqueia, por vezes, a estrada e ataca os transeuntes. agora o grande receio é que a embaixada alemã não lhes conceda o visto para se deslocarem a Colónia para o encontro com o Papa Bento XVI.
É complicado obter o visto, sobretudo para a Europa, explica o padre salesiano, Martin Lakra, capelão que acompanhará os jovens. Não temos garantia nenhuma, porque muitos jovens nepaleses querem fugir para trabalhar no estrangeiro clandestinamente, devido à difícil situação política do país.
E acrescenta: Foram muitos os interrogatórios a que fomos submetidos pelos funcionários da embaixada alemã. Enquanto esperam o visto, os jovens passam o tempo a ensaiar cantos e danças tradicionais, preparando-se para a sua exibição pública a 17 de agosto.
Nenhum dos seis jovens provem de famílias ricas, nenhum já viajou de avião. Foram escolhidos por serem os mais activos na pastoral juvenil e terem um conhecimento de inglês suficiente para viajar e participar nos encontros.
augustine Thakuri, de 16 anos, o mais jovem do grupo afirma: Partiremos felizes e voltaremos ainda mais felizes, se conseguirmos obter o visto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *