é tarde demais! Gravemente desnutridas, 32. 000 crianças estão condenadas a morte certa.
é tarde demais! Gravemente desnutridas, 32. 000 crianças estão condenadas a morte certa. De Garin-Goulbi, aldeia do sul do Níger, as Nações Unidas (ONU) lançam um apelo angustiado à ajuda internacional para salvar 32. 000 crianças que, profundamente desnutridas, estão condenadas à morte certa.
Segundo declarações de Michele Falavigna, coordenador da ONU para o Níger, trata-se de salvar vidas, reduzir a mortalidade e evitar que o Níger caia numa crise semelhante no próximo ano. Cerca de três milhões de pessoas não têm de comer e 32. 000 sofrem de desnutrição grave.
Perante a degradação da situação nutricional e sanitária, a ONU passou de 16 para 80 milhões euros necessários para conseguir dominar a crise alimentar do Níger. Em Maio teriam sido suficientes 16 milhões, mas infelizmente não tivemos uma resposta desejada em tempo útil, explicou Michele Falavigna. E avisou: Se, de novo, a ajuda não chegar a tempo, as necessidades vão aumentar, esclarecendo que à falta de alimentos será preciso acrescentar medicamentos e meios terapêuticos para salvar as crianças.
Muitas organizações não-governamentais criticam a inactividade e a lentidão gritante dos doadores. O Níger vive horas dramáticas. Nós demorámos a organizar os meios agora, estamos a pagar a ineficácia do sistema, lamentou o representante da UNICEF, organização da ONU para as crianças, aboudu Karimou adjibade.
Segundo um responsável do ministério da agricultura, as próximas colheitas não serão antes do final de Setembro e não se sabe se elas serão satisfatórias.
a distribuição de alimentos ainda é muito tímida e insuficiente em Maradi, uma das principais cidades afectadas pela fome. Espera-se que na próxima semana possa começar a distribuição em grande escala, segundo afirmações do Programa alimentar Mundial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *