Já habituada a enviar voluntários para países asiáticos, a China envia agora o primeiro grupo de voluntários para a Etiópia.
Já habituada a enviar voluntários para países asiáticos, a China envia agora o primeiro grupo de voluntários para a Etiópia. a China enviou o primeiro grupo de 12 voluntários para a Etiópia. É a primeira vez que o país envia voluntários para o continente africano.
Os voluntários vão permanecer na Etiópia durante seis meses, para ajudar os habitantes locais a desenvolver o uso do gás proveniente das minas de carvão, melhorar a educação física, desenvolver tecnologia de informação, melhorar o tratamento médico e ensinar a língua chinesa.
O projecto é fruto da colaboração entre o ministério do comércio, o comité central da Jovem Liga Comunista Chinesa e a associação de Jovens Voluntários Chineses (aJVC). Os serviços prestados pelos voluntários chineses estão de acordo com as necessidades da Etiópia, afirma Hou Baosen, um dirigente da aJVC.
Dos 12 voluntários, quatro são especialistas em gás de minas de carvão e três no ensino da educação física.
Habituados a enviar voluntários para outros países asiáticos, a aJVC antecipa novos problemas para os voluntários na África. O ambiente que vão encontrar é totalmente novo. Vão enfrentar desafios a nível da linguagem e um choque cultural, disse Hou.
Todos os voluntários receberam preparação sobre a língua e costumes locais, assim como instruções em como lidar com emergências. apesar de ser uma tarefa árdua árdua, estou contente com esta oportunidade, disse à imprensa local Feng ai, presentemente a fazer o doutoramento na Universidade Fudan em Xangai.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *