a Organização Mundial de Saúde está preocupada com um surto de cólera no Níger, que, associado a carências alimentares, mata cinco vezes mais.
a Organização Mundial de Saúde está preocupada com um surto de cólera no Níger, que, associado a carências alimentares, mata cinco vezes mais. Nzona ocidental do Níger registaram-se, em menos de 15 dias, 49 casos de cólera, cinco deles mortais. Esta zona enfrenta, simultaneamente, uma das mais graves crises alimentares dos últimos anos. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a taxa de mortalidade, 10 por cento, é cinco vezes mais elevada do que o habitual, devido ao estado de desnutrição da população. a falta de alimentos pode favorecer novas epidemias, não apenas de cólera, mas também de malária, tuberculose e diarreia.
Em países como o Níger, a cólera é considerada uma doença endémica, que associada a carências higiénico-sanitárias pode dar origem a epidemias profundas e alargadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *