Depois de Lisboa, Braga, Famalicão, Viseu, Castelo Branco, Santarém e Faro, caberá à cidade da Guarda acolher a «Festa da Solidariedade». Durante o evento, serão recolhidos alimentos para beneficiar instituições sociais
Depois de Lisboa, Braga, Famalicão, Viseu, Castelo Branco, Santarém e Faro, caberá à cidade da Guarda acolher a «Festa da Solidariedade». Durante o evento, serão recolhidos alimentos para beneficiar instituições sociais São esperadas três mil pessoas na Festa da Solidariedade, uma iniciativa anual, que este ano vai decorrer na Guarda, nos dias 28 e 29 de junho. Pretendemos, este ano, dar-lhe uma dimensão intergeracional e interinstitucional, juntando em clima de festa os mais novos e os mais velhos e quantos por diversas formas e movimentos se dedicam à nobre e gratificante causa da solidariedade, disse Virgílio Mendes ardérius, presidente da União Distrital das Instituições Particulares de Solidariedade Social da Guarda, citado pela Visão.
O evento terá início às 20h00 da próxima sexta-feira, no Parque Urbano do Rio Diz, com a receção da Chama da Solidariedade, que será depositada no Largo da Sé Catedral. Para o dia seguinte estão previstas várias atividades desportivas. Uma delas será um jogo de futebol feminino, para a qual será necessário levar produtos alimentares, que serão distribuídos por instituições sociais do distrito. a Chama da Solidariedade tem andado a circular pelo país, tendo já passado por Setúbal, Lisboa, Leiria e Coimbra. a primeira edição da Festa da Solidariedade teve lugar em Lisboa, passando depois por Braga, Famalicão, Viseu, Castelo Branco, Santarém e Faro.