a Paróquia da Consolata, em Nairobi, celebrou um congresso eucarí­stico paroquial. Foi uma verdadeira acção missionária e uma grande bênção sobre o Quénia, tão martirizado.
a Paróquia da Consolata, em Nairobi, celebrou um congresso eucarí­stico paroquial. Foi uma verdadeira acção missionária e uma grande bênção sobre o Quénia, tão martirizado. Ultimamente tenho apenas enviado notícias de desgraças. Hoje vou escrever sobre graças e bênçãos. O ano da Eucaristia, que a Igreja está a celebrar, é um desafio também para a África, o continente das muitas fomes. a fome do nutrimento espiritual está de facto muito presente também aqui e há que acudir-lhe, porque o Pão Vivo que desceu do Céu existe em abundância.
Na nossa paróquia-santuário da Consolata, de Nairobi, resolvemos solenizar o ano da Eucaristia com a celebração de um congresso eucarí­stico paroquial. Depois de meses de preparação, vivemos oito dias de verdadeira euforia eucarística. Foi de 17 a 24 de Julho. Diariamente havia acções de formação e estudo, adoração do santíssimo Sacramento a todas as horas, guiada pelos diversos grupos paroquiais, e Santa Missa solene, presidida por um bispo, nosso convidado, e seguida de procissão eucarística e bênção solene.
Foi nosso propósito explorar a dimensão missionária da Eucaristia e tornar as pessoas conscientes do potencial “alimentar” que ele encerra. é impossível a quem recebe o alimento espiritual de um Deus que se dá, negar depois o ao seu irmão o alimento material e passageiro. a Eucaristia, caridade de Deus, torna-se caridade humana. Uma outra finalidade do congresso foi a de insistir com aqueles que por qualquer motivo não podem receber a Eucaristia para que se aproximem confiantes do trono da graça.
Os resultados foram fabulosos. Uma verdadeira multidão tomou parte nas celebrações e houve verdadeiras conversões. E há também outros resultados visíveis. De facto estamos a iniciar a recolha de géneros de primeira necessidade para que quanto antes parta da nossa paróquia um camião de produtos para distribuir em Marsabit, na zona onde quase cem pessoas foram massacradas há bem poucas semanas.
Jesus, que se nos dá e nos vê darmo-nos em santa caridade, está certamente feliz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *