a iniciativa «Bambaram di Mindjer», da Fundação Fé e Cooperação, foi premiada. O projeto forma educadoras de infância, contribuindo, desta forma, para melhorar a qualidade de educação das crianças
a iniciativa «Bambaram di Mindjer», da Fundação Fé e Cooperação, foi premiada. O projeto forma educadoras de infância, contribuindo, desta forma, para melhorar a qualidade de educação das crianças a Fundação Fé e Cooperação (FEC) foi considerada a organização mais empreendedora na área da educação na Guiné-Bissau nos Educating africa Pan-african awards for Entrepreneurship in Education, entre mais de 350 inscrições de todo o continente africano. O prémio, monetário, distinguiu o projeto da FEC intitulado Bambaram di Mindjer, e será utilizado integralmente neste programa de educação. a iniciativa que deu origem a esta distinção forma educadoras de infância, e permite que estas adquiram um rendimento estável, através do emprego. ao mesmo tempo, o projeto possibilita a melhoria da qualidade de educação dos menores, e procura contribuir para a valorização da educação de infância na sociedade guineense, onde apenas 2,3 por cento das crianças têm acesso à educação pré-escolar. até agora, o projeto Bambaram di Mindjer já contribuiu para a inserção de 57 novas educadoras de infância qualificadas no mercado de trabalho, sendo que atualmente 48 mulheres frequentam o curso de formação em Gestão e administração escolar e pedagógica. Segundo um comunicado da FEC, 19 jardins de infância foram entretanto apetrechados com mais recursos e materiais pedagógicos, beneficiando 1542 crianças, que assim têm acesso a uma educação de qualidade ministrada por técnicas qualificadas.