Para alertar para a importância dos afetos, a Cáritas Diocesana de évora vai realizar um caminhada de oito quilómetros
Para alertar para a importância dos afetos, a Cáritas Diocesana de évora vai realizar um caminhada de oito quilómetrosPara sensibilizar para a importância dos afetos, condenar a violência e alertar para a relevância do papel da família na sociedade, a Cáritas vai realizar uma caminhada de oito quilómetros pelas ruas de Évora no próximo sábado, 18 de maio.com ponto de encontra na Praça do Giraldo, às 09h00, a iniciativa vai decorrer com o mote Um passo pelos afetos, um passo pela não violência e será uma ocasião para comemorar o Dia Internacional da Família. a ideia parte da Cáritas Diocesana de Évora, porque a instituição, que gere atualmente o Núcleo de apoio à Vítima, tem recebido cada vez mais sinalizações de violência. Na região é preocupante o crescimento do número de idosos vítimas de violência: um filho que rouba a reforma dos pais, um idoso que está esta demasiado tempo sem o acompanhamento dos filhos, ou a agressão física sobre os mais velhos constituem formas de violência, explicou antónio Varela, diretor técnico do Serviço de apoio Domiciliário da Cáritas eborense. Para este responsável, a afeto familiar é uma lacuna cada vez mais presente nas famílias. apesar das doenças físicas e da reforma pequenina, o grande défice que há é a falta de relação [e] de afeto. Percebo isso sempre que faço visitas domiciliárias e se eu próprio não controlar o tempo da visita, sou capaz de estar uma tarde ou uma manhã à conversa. Portanto, esse é o nosso combate, afirmou, em declarações à Rádio Renascença.