O mundo deu um grande passo contra a pobreza quando o G8 aprovou o perdão da dívida de alguns dos países mais pobres do mundo. O acordo começa já a ser desafiado.
O mundo deu um grande passo contra a pobreza quando o G8 aprovou o perdão da dívida de alguns dos países mais pobres do mundo. O acordo começa já a ser desafiado. ainda a tinta das assinaturas não secou e a proposta do G8 (sete países mais ricos do mundo e a Rússia) em Gleneagles já está a ser ameaçada. alguns países europeus estão a dar um passo atrás no perdão da dívida de alguns dos países africanos, dos mais pobres do mundo.
Os belgas expressam o seu desejo de mudar os termos do acordo. Em vez de um perdão efectivo, usar um programa de becas, que deste modo pode ser retirado. Este modo também daria um maior controlo sobre os países em questão. Dava assim a possibilidade de retirar o país do programa de ajudas caso não implemente a Estratégia de Redução do Crescimento da Pobreza, um requisito prévio para o perdão da dívida.
Estas denúncias são feitas pela BBC através de fontes próximas, por isso não podem ainda ser confirmadas. Funcionários africanos do Fundo Monetário Internacional (FMI) estão alarmados ante esta possibilidade.
Os três directores africanos do FMI afirmam que qualquer mudança ao acordo “vai atrasar os benefí­cios” e que “não parece apropriado que o perdão da dívida introduza condições”.
O acordo de Gleneagles tem como objectivo o bom governo e irradiar a corrupção dos governos que recebem ajuda. Espera-se que o IMF aprove a sua parte do acordo no seu encontro anual em Washigton, programado para Setembro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *