a Rede Europeia anti-Probreza está a preparar um seminário para identificar problemas e definir estratégias de intervenção que permitam combater a exclusão das comunidades ciganas em Portugal e na Europa
a Rede Europeia anti-Probreza está a preparar um seminário para identificar problemas e definir estratégias de intervenção que permitam combater a exclusão das comunidades ciganas em Portugal e na Europa Os representantes de várias instituições portuguesas e europeias ligadas aos processos de inclusão social vão reunir-se no Porto, no dia 23 de abril, para debaterem a situação das comunidades ciganas na Europa e definirem um conjunto de compromissos e de estratégias de intervenção nesta área. O encontro decorre na Fundação Engenheiro antónio da almeida e é organizado pela EaPN Portugal – Rede Europeia anti-Pobreza. as comunidades ciganas têm vindo a adquirir uma crescente visibilidade, enquanto um dos grupos sociais que mais evidencia a necessidade de uma intervenção urgente e específica. Neste sentido, e tendo presente as orientações da Comissão Europeia aos Estados-membros no sentido de definirem estratégias nacionais de inclusão para estas comunidades, a EaPN Portugal considerou pertinente a realização de um encontro europeu, onde se possam encontrar soluções conjuntas, referem os organizadores em comunicado.com este seminário, a EaPN Portugal pretende pôr em evidência a situação atual das comunidades ciganas na Europa, identificando estratégias de intervenção tendo como pano de fundo as orientações da U. E, da Estratégia Europeia 2020 e da nova programação de Fundos Comunitários. Procura ainda promover a reflexão sobre as principais dificuldades de inclusão e, consequentemente, a apresentação de estratégias que potenciem a inclusão efetiva destes grupos sociais.