Para acompanhar e distinguir o cinema português, a Igreja Católica vai voltar a participar no IndieLisboa. «Hollywood está a ficar sem ideias», é o lema da edição de 2013
Para acompanhar e distinguir o cinema português, a Igreja Católica vai voltar a participar no IndieLisboa. «Hollywood está a ficar sem ideias», é o lema da edição de 2013

Pelo quarto ano consecutivo, a Igreja Católica vai participar no IndieLisboa, um festival internacional de cinema que decorre de 18 a 28 de abril, atribuindo o Prémio Árvore da Vida a uma ou mais obras da secção Competição nacional. Este envolvimento manifesta a atenção da Igreja ao pulsar do cinema nacional e sinaliza a vontade de estabelecer um diálogo profundo e aberto com a sétima arte, sublinha em comunicado o Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura (SNPC).

Hollywood está a ficar sem ideias. Vem ao IndieLisboa ver algo novo, é o mote da edição de 2013, que este ano se realiza pela décima vez. a organização recebeu quase quatro mil filmes de todo o mundo, eselecionou 246 trabalhos, dos quais 45 são portugueses. a Competição nacional conta este ano com 16 curtas e seis longas metragens, contemplando géneros que podem ir da ficção ao documentário, passando também pela animação.

além da programação musical, a agenda do evento contempla conferências, um workshop de realização e um seminário. O júri do Prémio Árvore da Vida mantém a composição da edição do último ano: Margarida ataíde, do grupo de cinema do SNPC, Inês Gil, professora universitária de cinema, e Rui Jorge Martins, do SNPC. a distinção, no valor de dois mil euros, resulta de uma parceria entre os secretariados nacionais da Pastoral da Cultura e das Comunicações Sociais.