O país enfrenta agora o drama da orfandade. as autoridades procuram modos de fomentar a adopção dentro do próprio país.
O país enfrenta agora o drama da orfandade. as autoridades procuram modos de fomentar a adopção dentro do próprio país. Segundo a BBC, o número de crianças etíopes orfãs devido à sida continua a aumentar. No passado a fome, o conflito armado e outras doenças eram a principal causa da morte dos pais. Há também crianças abandonadas pelas mães por pobreza, já não têm condições para os manter.
a Terrí­vel fome dos anos 80 deixou muitas crianças orfãs. algumas foram dadas em adopção em outros países, também em outros continentes. Mas muitas cresceram em orfanatos de todos os tipos.
Hoje em dia, há muitas agências em addis ababa que organizam processos de adopção. São licenciadas pelas autoridades nacionais que afirmam o direito dos orfãos a ser adoptados. Enviá-los para outros países e continentes é visto com último recurso por ser preferí­vel que as crianças creçam na sua própria cultura. Se as crianças estiverem infectadas com VIH não são dadas em adopção a outros países.
Presentemente a adopção não é muito praticada na sociedade etíope. O governo tem planos para a promover. Um dos problemas é a colocação de crianças já maiores em famílias ocidentais.
a crise da sida está a deixar crianças de todas as idades sem pais e com avôs, se ainda vivos, muitas vezes incapazes de cuidá-las. O número de crianças que tentam sobreviver por si mesmas em addis ababa é testemunha do desafí­o que enfrentam as autoridades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *