Num apelo à responsabilidade social, a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa está a convidar empresas e marcas a recuperar casas de idosos, de pessoas carenciadas e isoladas
Num apelo à responsabilidade social, a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa está a convidar empresas e marcas a recuperar casas de idosos, de pessoas carenciadas e isoladas a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML) está a promover a segunda edição do Programa REPaRaR – ação de Voluntariado de Reparações Solidárias. O projeto consiste em pintar paredes, recuperar mobiliário, fazer pequenas reparações elétricas ou canalização nas habitações de pessoas idosas, carenciadas e isoladas. Para que tal seja possível, a instituição está a convidar empresas e marcas a associarem-se a esta iniciativa de voluntariado empresarial, que se realizará entre 29 de abril e 7 de junho, em Lisboa. Com este programa, além de uma intervenção direta que permitirá oferecer melhores condições de vida às pessoas, a Santa Casa da Misericórdia promove o voluntariado como instrumento fundamental da política de responsabilidade social das empresas, explica a instituição em comunicado, adiantando que, com esta iniciativa, pretende também sensibilizar a sociedade portuguesa, levando-a a procurar novas formas de pensar a qualidade de vida dos mais idosos. as empresas interessadas em aderir ao projeto devem fazê-lo até meados de abril, para a realização das visitas preparatórias, informa o mesmo documento. as entidades que venham a apadrinhar as intervenções de reabilitação assumem os custos com a aquisição dos materiais e com os trabalhos preparatórios, que serão executados por uma empresa de construção civil associada ao projeto pela SCML. Na primeira edição do REPaRaR, em 2011, foram intervencionadas 26 casas, por 267 voluntários, em 2. 200 horas de trabalho voluntário. a iniciativa tem como parceiros a Sair da Casca, a arquitetos sem Fronteiras e a Grace.