Depois de um processo eleitoral controverso é a liberdade de imprensa que está agora ameaçada na Etiópia.organizações internacionais expressam a sua preocupação pela situação.
Depois de um processo eleitoral controverso é a liberdade de imprensa que está agora ameaçada na Etiópia.organizações internacionais expressam a sua preocupação pela situação. Na última semana 11 jornalistas foram presos por ordem do ministério do interior e depois libertados sob caução enquanto esperam julgamento, segundo a agência Misna.
Os repórteres, todos de jornais independentes, foram acusados de difamação por noticiar que pilotos da força aérea etíope procuraram asilo político durante treinos na Bielorússia depois da violência pós-eleitoral. a acusação foi também por atribuí­rem comportamento violento à polícia.
Em Junho as autoridades retiraram as licenças como jornalistas a cinco repórteres locais que trabalhavam para rádios dos Estados Unidos e alemanha, acusando-os de “reportagens fictí­cias” sobre as contestadas eleições
a organização Repórteres Sem Fronteiras e o Comité pela Protecção dos Jornalistas expressaram preocupação pela falta de liberdade de imprensa na Etiópia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *