Os primeiros dias do pontificado do Papa Francisco refletidos em Lisboa. a sua eleição, «a escolha do seu nome, os seus primeiros gestos e discursos surpreenderam muita gente, dentro e fora do espaço católico». Pistas para um debate
Os primeiros dias do pontificado do Papa Francisco refletidos em Lisboa. a sua eleição, «a escolha do seu nome, os seus primeiros gestos e discursos surpreenderam muita gente, dentro e fora do espaço católico». Pistas para um debate Três jornalistas que estiveram no Vaticano nas últimas semanas a acompanhar o Conclave e os primeiros dias do pontificado de Francisco promovem esta terça-feira, 26 de março, um debate sobre se um novo Papa aponta para uma nova Igreja. O que se viveu nos últimos dias significa que estaremos no início de um processo de mudanças significativas na Igreja Católica ou apenas na forma de exercer o papado?, questionam na apresentação do debate antónio Marujo (jornalista especialista em assuntos religiosos), Joaquim Franco (que foi enviado especial da SIC) e Manuel Vilas Boas (que esteve em Roma pela TSF). Para debater esta questão e as expectativas criadas pelos primeiros dias do pontificado, sentam-se à mesa quatro oradores com diferentes origens. a médica e deputada do CDS Isabel Galriça Neto, a teóloga e professora universitária Teresa Martinho Toldy, o frade franciscano Fernando Ventura e o padre jesuíta e provincial da Companhia de Jesus em Portugal, alberto Brito. Os organizadores do debate contam ainda com a presença de vários jornalistas que, de Roma, acompanharam o Conclave e a eleição de Francisco. O encontro Um novo Papa, uma nova Igreja? terá lugar esta manhã, entre as 10h00 e as 13h00, no CES-Lisboa (Picoas Plaza, Rua do Viriato, 13 – Lj. 117/118).