Dois em cada três idosos de vivem em lares têm que recorrer a poupanças ou à família para conseguirem pagar a mensalidade da instituição. Inquérito da DECO revela que a estadia num lar de terceira idade custa, em média, 770 euros por mês

Dois em cada três idosos de vivem em lares têm que recorrer a poupanças ou à família para conseguirem pagar a mensalidade da instituição. Inquérito da DECO revela que a estadia num lar de terceira idade custa, em média, 770 euros por mês
a maioria das pessoas internadas em lares da terceira idade tem um rendimento inferior à mensalidade cobrada pela instituição e precisa de recorrer a poupanças ou à família para conseguir pagar as despesas, revela um estudo da associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor (DECO), desenvolvido em Portugal, Bélgica, Espanha e Itália. O inquérito baseou-se nas mais de 3. 000 respostas analisadas, sendo 690 de portugueses. Os resultados, publicados na edição de março/abril da revista Proteste, indicam que um em cada quatro idosos precisa de mais de 500 euros por mês para completar o valor das mensalidades, que rondam, em média, os 770 euros mensais. Nas instituições privadas, este valor sobe para os 925 euros. Em mais de metade dos casos são os familiares a suportar as importâncias em falta. Dados do Ministério da Solidariedade e Segurança Social, divulgados na base de dados Pordata, indicam que, em 2011, quase 1,2 milhões de pensionistas de velhice do regime geral da Segurança Social (cerca de três quartos do total) auferiam uma reforma entre 251 e 500 euros, informa a agência Lusa.