aproxima-se a data de desocupação dos territórios ocupados e os ânimos já estão a subir. as autoridades temem confrontos violentos por parte dos colonos que se recusam a aceitar o plano de desocupação.
aproxima-se a data de desocupação dos territórios ocupados e os ânimos já estão a subir. as autoridades temem confrontos violentos por parte dos colonos que se recusam a aceitar o plano de desocupação. Os judeus que se instalaram em Gaza interromperam o trânsito na principal via de Israel e confrontaram-se com as tropas em protesto contra o plano governamental de retirada.
Pontas afiadas e óleo foram atirados para a estrada que une Tel aviv e Jerusalém, provocando danos em mais de 20 carros e pondo os motoristas em perigo. Mais tarde colonos e palestinianos atiraram pedras em Gaza e os militares dispararam para o ar de modo a separar as duas partes.
O primeiro-ministro ariel Sharon afirmou que vai ter “mão de ferro com os arruaceiros” que violentamente resistem a retirada de Gaza. a polícia diz ser um “milagre” não ter havido acidentes graves causados pelos pregos e óleo lançados pelos protestantes.
Milhares de oficiais foram destacados para prevenir mais confrontos.
Jovens ultra-nacionalistas têm tentado barricar-se num hotel abandonado e em casas situadas na parte sul da faixa de Gaza. O exército interveio para desalojar os jovens de dois edifícios abandonados e foram detidos oito jovens por lançar pedras contra palestinianos. Lutaram contra os soldados, mas acabaram por ser arrastados para um carro blindado militar.
No passado domingo, 25 de Junho, 12 edifícios foram destruídos para impedir a sua ocupação por colonos.
Os colonos que abandonam a zona voluntariamente têm direito a uma grande compensação e são realojados em novas casas no norte de Gaza. a retirada deve começar a 15 de agosto.
Israel, que ocupou o território em 1967 desafiando a lei internacional, vai manter o controlo do território, da costa e do espaço aéreo.
Os colonos opõem-se fortemente ao plano e as autoridades temem que a resistência se possa tornar violenta. Os principais grupos de colonos dizem que só vão usar resistência passiva.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *