Por vezes parece que Deus ignora a maior parte das nossas orações. Outras vezes responde-nos em tempos e modos diferentes dos que esperámos
Por vezes parece que Deus ignora a maior parte das nossas orações. Outras vezes responde-nos em tempos e modos diferentes dos que esperámosPois, quem pode recebe; e quem procura encontra; e ao que bate abrir-se-á. (Mateus 7:8)MeditaçãoComo seria bom se Deus respondesse afirmativamente a todos os nossos pedidos. Todos ganhariam o euromilhões, não haveria mais pobres, doentes e infelizes. Mas, pelo contrário, por vezes parece que Ele ignora a maior parte das nossas orações. Porque será? Pode ser que seja por não sabermos o que pedir e como pedir. Outras vezes, Ele responde-nos em tempos e modos diferentes dos que esperámos. Recordamos um ditado que diz Quando Deus fecha uma porta, Ele abre uma janela. Mas se vivemos a vida centrados em nós mesmos, fechados no nosso egoísmo e comodismo e indiferentes às necessidades dos outros, certamente a nossa oração nunca será eficaz. a oração deve não só aproximar-nos de Deus, mas também do nosso próximo. De facto, são várias as oportunidades que Deus nos concede de nos tornarmos a Sua resposta à oração de muitos. ao mesmo, tempo, Ele manifesta-nos o Seu amor e presença através de pessoas que colocou na nossa vida. Por vezes, Ele responde às nossas orações através delas; como tal, devemos fazer o possível por nos relacionarmos com todos de forma positiva, mesmo que nos custe ou demore tempo. Outra forma de viver a nossa oração é a de arregaçarmos as mangas e lutar pela nossa felicidade, em vez de nos queixarmos e esperarmos que as coisas mudem por milagre. açãoQue digo a Deus na minha oração? E que espero eu dele? Uma resposta imediata e positiva ou a inspiração e força de vontade para me tornar mais fiel ao seu amor?