a fome, as depressões e os suicí­dios devem-se ao «injusto» sistema «capitalista neoliberal selvagem», segundo os militantes dos movimentos operários católicos de Portugal e Espanha
a fome, as depressões e os suicí­dios devem-se ao «injusto» sistema «capitalista neoliberal selvagem», segundo os militantes dos movimentos operários católicos de Portugal e Espanha a fome, as depressões, os suicídios são consequências dolorosas de um sistema económico e social capitalista neoliberal selvagem, que estruturalmente é injusto, consideram os militantes dos movimentos operários católicos de Portugal e Espanha. Em comunicado, a equipa executiva da Liga Operária Católica/Movimento de Trabalhadores Cristãos de Portugal, e a comissão permanente da Hermandad Obrera de acción Católica, referem que a realidade vivida pelos povos ibéricos não coloca a pessoa em primeiro lugar na sociedade, mas sim a rentabilidade económica.

as políticas de privatização e austeridade impostas pela União Europeia e os poderes económicos financeiros, às quais os nossos governos se submeteram de forma absoluta, não resolveram o problema do défice público, do desemprego e da dívida, pode ler-se no documento que resulta de um encontro entre estes organismos que decorreu entre os dias 17 e 19 de fevereiro, em Burgos, Espanha.

Durante a reunião, que serviu para partilhar e analisar a ação dos militantes dos dois movimentos, e a situação do mundo do trabalho e da Igreja nos dois países, os participantes constataram que os baixos salários, muitas vezes de miséria, estão a provocar mais trabalhadores pobres, apesar de terem trabalho.