políticos do governo e rebeldes voltam à mesa das negociações na África do Sul. Talvez esta vez possam não só chegar a um acordo, mas cumpri-lo.
políticos do governo e rebeldes voltam à mesa das negociações na África do Sul. Talvez esta vez possam não só chegar a um acordo, mas cumpri-lo. O governo e os líderes dos rebeldes da Costa do Marfim reúnem-se na África do Sul numa tentativa para chegar a um acordo de paz. Em abril foi assinado um acordo para por cobro à guerra civil, mas ao regressar a casa não foi respeitado e os planos de desarmamento nunca se concretizaram.
O presidente sul-africano Thabo Mbeki actua como mediador. Em abril o presidente Laurent Gbagbo concordou que todos os líderes da oposição podiam concorrer às eleições presidenciais de Outubro. O grupo rebelde “New Forces” exigiu uma desmilitarização para desarmar. Mas o acordo não se concretizou e o desarmamento não foi efectuado.
O jornalista da BBC em abidjan, James Copnall, afirma quês as eleições de Outubro parecem agora impossível. a experiência passada mostrou que é fácil quês os políticos cheguem a acordos em cimeiras, mas levá-los a manter as suas promessas é mais difícil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *