Presidente do Parlamento Europeu pede uma diretiva comunitária urgente que aposte em medidas concretas de combate ao desemprego jovem. Caso contrário pode perder-se «toda uma geração»
Presidente do Parlamento Europeu pede uma diretiva comunitária urgente que aposte em medidas concretas de combate ao desemprego jovem. Caso contrário pode perder-se «toda uma geração»O presidente do Parlamento Europeu, o alemão Martin Schulz, pediu à União Europeia um plano de emprego para os jovens com a máxima urgência, sob pena de se estar a perder toda uma geração. Uma sociedade que diz aos jovens que não tem sítio para eles é uma sociedade em perigo, afirmou o social-democrata, esta terça-feira, 29 de janeiro, numa conferência, em Espanha. a democracia tem que dar esperança aos mais novos. Se não o fizer, eles podem deixar de acreditar nos sistemas democráticos, adiantou o eurodeputado, criticando as políticas europeias que apostaram no resgate do sistema financeiro, em vez de se preocuparem em criar emprego para os jovens. Para Schulz, já é hora dos que provocaram a crise – o sistema bancário e as forças especuladoras – pagarem a fatura dos prejuízos causados e dos países comunitários se unirem em torno de uma ideia de Europa, com mais transparência e justiça social. Quem quiser mudar a Europa, não tem que discutir Europa sim ou Europa não, acrescentou o eurodeputado, numa alusão à intenção do primeiro-ministro britânico, David Cameron, de fazer um referendo à presença do Reino Unido na União Europeia.