Fernando Nobre pede aos cidadãos para dedicarem algum do seu tempo a uma causa em que acreditem, porque esse trabalho tem um impacto positivo na sociedade
Fernando Nobre pede aos cidadãos para dedicarem algum do seu tempo a uma causa em que acreditem, porque esse trabalho tem um impacto positivo na sociedade a assistência Médica Internacional (aMI) nomeou 2013 como o O ano Contra a Indiferença. Neste novo ano, Fernando Nobre, presidente da fundação, desafia cada pessoa a dedicar algum tempo a uma causa em que acredite. acreditamos que cidadãos ativos e empenhados fazem uma diferença indelével na sociedade e potenciam, num valor ainda por escrutinar, as possibilidades de desenvolvimento e de justiça social, refere o responsável, em comunicado. Ciente do cenário que se avizinha, a equipa da aMI continuará, em 2013, empenhada em manter o nível de compromisso e envolvimento em cada comunidade, em Portugal e no Mundo, como se fosse o primeiro dia, refere o presidente da organização não governamental (ONG) portuguesa. Segundo este responsável, nos próximos meses, a aMI irá desenvolver projetos realistas, nos quais estarão sempre presentes os valores da ética e direitos humanos. Fazendo um breve balanço do ano anterior, Fernando Nobre diz que 2012 foi um ano difícil, de árduo trabalho, mas com a sensação de dever cumprido e, simultaneamente, de frustração por não ter sido possível fazer mais.