« a paz de Cristo vos encha de alegria; habite em vós a sua palavra», diz-nos a aclamação ao Evangelho de domingo
« a paz de Cristo vos encha de alegria; habite em vós a sua palavra», diz-nos a aclamação ao Evangelho de domingoUm país ou uma sociedade sem o sentido de família, deles nos livre Deus! a família é o lugar em que os seres humanos aprendem a sentir-se plenamente realizados, onde se vive uma alegria sã e eficaz que produz frutos de irmandade, união e entreajuda em nenhum outro lugar sentidos. É o lugar onde a partilha da vida atinge o seu auge. Por isso mesmo, a vida das famílias influencia profundamente a maneira de viver dum país: Tal a família, tal a pátria. É portanto lógico que, quando Deus decidiu que o seu Filho Unigénito assumisse uma carne humana, em tudo como a nossa exceto no pecado, decidiu Deus também que esse seu Filho fizesse parte duma família humana. Concebido por ação do Espírito Santo no seio de uma jovem mulher virgem de Israel, Maria de Nazaré, teve o Filho de Deus um pai legal, que não natural, um homem de nome José. E obedecendo ao Mandamento da obediência aos pais, assim quis Jesus obedecer a Maria e a José, como nos diz o Evangelho de domingo (Luc 2, 51a). O maior segredo para a felicidade duma família é a sua relação estreita com Deus e as suas leis. Podem as famílias possuir qualidades extraordinárias de inteligência, meios financeiros, sociais, psicológicos e assim por diante. Se falta a relação com Deus, é como uma casa construída com tijolos que foram simplesmente colocados uns em cima dos outros sem nada de entremeio que os una, cimento por exemplo. E ao contemplarmos o comportamento da sociedade humana dos nossos dias, vemos que a convivência pacífica e criadora entre as nações tem em muitos setores retrocedido nos últimos decénios. a solução para as muitas crises pessoais, familiares, de grupo, nacionais, mundiais está explicada pelo jovem de doze anos, Jesus, o Cristo, no Evangelho de domingo: Não sabíeis que eu tenho de me ocupar das coisas de meu Pai? (Lucas 2,49). Ocupar-se das coisas de Deus é a alma e o coração da humanidade. Julgar a felicidade ou o sucesso duma nação pelo seu PNB e/ou o PIB não descreve o essencial da vida: a felicidade do povo dessa nação. Por isso, tanto os chefes como os membros dum povo devem ter sempre em conta esse produto de máxima importância que é a sua relação com Deus e a obediência às suas leis, bem como a situação interna de compreensão, de respeito, de amor e entreajuda dos membros de cada família. No comportamento dos membros da Sagrada Família de Nazaré encontramos as leis e a receita segura para re-orientarmos a vida e a felicidade das nossas terras e das nossas sociedades, como nos ensinou o Mestre Jesus Cristo Filho de Deus Salvador.