a praça de Tiananmen estava fechada e guardada pela polícia. Hong Kong foi o único palco possível para uma Vigília que reuniu milhares comemorando o desfecho da manifestação de 4 de Junho de 1989.
a praça de Tiananmen estava fechada e guardada pela polícia. Hong Kong foi o único palco possível para uma Vigília que reuniu milhares comemorando o desfecho da manifestação de 4 de Junho de 1989. Milhares de pessoas reuniram-se em Vigília para marcar o 16º aniversário da violenta repressão exercida sobre os que se manifestavam a favor da democracia na praça de Tiananmen. as pessoas cantaram juntas e ouviram discursos na única comemoração do evento permitida no país.
Em Beijing, capital da China, foi aumentada a segurança. Os oficiais da polícia patrulhavam a praça de modo a evitar manifestações. O jornalista da BBC em Hong kong, Chris Hogg, disse que esta medida assegurou a não existência de manifestações na praça. Só em Hong Kong se tolera esta comemoração.
Os organizadores da Vigília, que decorreu em Hong Kong, dizem que perdura um forte sentimento sobre o que aconteceu em 1989. Foram mortos centenas de civis quando as tropas avançaram para por cobro a uma manifestação que pedia mais liberdade Política no país. Querem agora que as autoridades chinesas avaliem a maneira como os seus predecessores reagiram às manifestações.
Os analistas políticos não esperam novidades na atitude do governo chinês, por medo das possí­veis consequências. Beijing tem defendido a decisão tomada de usar a força contra a manifestação estudantil
a amnistia Internacional (aI) pediu a libertação dos que foram detidos durante as manifestações de 1989. “Tiananmen continua muito viva para a sociedade chinesa, a qual continua a exigir justiça”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *