a esperança criada com o processo de paz que há um mês decorre sofreu um duro golpe. Uma aldeia foi atacada por um grupo não identificado deixando um rasto de destruição e morte.
a esperança criada com o processo de paz que há um mês decorre sofreu um duro golpe. Uma aldeia foi atacada por um grupo não identificado deixando um rasto de destruição e morte. Os habitantes de uma aldeia no oeste da Costa do Marfim fugiram da zona quando atacantes não identificados, armados com facas, mataram e feriram mais de uma centena de pessoas. Um duro golpe no processo de reconciliação.
a operação das Nações Unidas (ONU) na região divulgou a informação e condenou o ataque. O ataque ocorreu nas imediações da cidade de Duékoué, tirando a vida a 41 pessoas e deixando 61 feridos. Esta cidade é um dos maiores mercados de cacau do país. as pessoas fugiram para a cidade.
a missão da ONU reforçou as suas tropas na zona com patrulhas móveis e unidades fixas. a força de segurança e defesa da Costa do Marfim detém o controlo da zona. Uma equipa de especialistas em direitos humanos no local exigiu ao governo a detenção dos autores e o seu julgamento em conformidade com a lei.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *