Ronda de contactos na Europa pede ajudas para o desenvolvimento dos países mais atingidos pela pobreza.
Ronda de contactos na Europa pede ajudas para o desenvolvimento dos países mais atingidos pela pobreza. Uma delegação de Bispos do Sul do mundo está a promover uma ronda de contactos na Europa, na qual pede ajudas para o desenvolvimento e lança “uma apelo moral” aos países mais desenvolvidos por causa da pobreza que atinge a África, a américa Latina e a Ásia.
“Todos os países, incluindo os ricos, têm de enfrentar os seus problemas, mas nada se compara à tragédia que sofrem todos os dias milhões de pessoas, obrigadas a viver na pobreza”, disse o Cardeal hondurenho Oscar andrés Rodrí­guez Maradiaga. além dele, fazem parte da delegação os Bispos D. Medardo Mazombwe, da Zâmbia; D. Berhaneyessus Souraphiel, da Etiópia; o Cardeal Telesphore Toppo, da Índia; D. alvaro Ramazzini, da Guatemala; e D. John Olorunfemi Onaiyekan, arcebispo nigeriano.
a ronda europeia quer sensibilizar os países da UE e do G8 para a necessidade de acelerar a prossecução dos “Objectivos do Milénio”, fixados pela ONU. após a Cimeira do Milénio, que decorreu em Nova Iorque em Setembro de 2000, a comunidade internacional fixou oito objectivos para 2015, entre os quais a redução para metade da pobreza extrema e da fome, além da promoção de uma parceria mundial para o desenvolvimento.
Os Bispos contam, nesta iniciativa, com o apoio de agências católicas para o desenvolvimento, agrupadas na CIDSE (Cooperação Internacional para o Desenvolvimento e a Solidariedade), poucas semanas antes da cimeira do G8, prevista para Julho, na Escócia. Entre os líderes que receberam esta delegação encontram-se Gerhard Schroeder, Gordon Brown, ministro britânico das Finanças, e Durão Barroso.
ao Chanceler alemão foi entregue uma petição com 50 mil assinaturas, na qual se exige ao Norte do mundo mais ajudas para o desenvolvimento dos países pobres.
“Trata-se de lançar um apelo moral, um desafio aos políticos, dizendo-lhes que há um imperativo moral que devem levar a sério”, disse aos jornalistas D. John Olorunfemi Onaiyekan, em conferência de imprensa em Paris, após um encontro com um conselheiro de Jacques Chirac. a delegação assinou, juntamente com nove Bispos europeus, africanos e latino-americanos, uma declaração em que afiram que a erradicação da pobreza “é um objectivo realizável”.
Ecclesia | Octavio Carmo | 01/06/2005

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *