Visita a Roma dos bispos do Burundi. No final fizeram pública uma nota, fruto do encontro, na qual apresentam a redução do débito como crucial para o país continuar no caminho da paz.
Visita a Roma dos bispos do Burundi. No final fizeram pública uma nota, fruto do encontro, na qual apresentam a redução do débito como crucial para o país continuar no caminho da paz. “Um apoio financeiro decisivo” para manter os esforços de paz no Burundi foi o pedido dos bispos à comunidade internacional. O país que tenta sair de uma guerra civil, que explodiu em 1993 e já reclamou a vida de 300 mil pessoas.
“O trabalho de reconciliação global e total não poderá ter sucesso se o Burundi continuar esmagado por um débito externo exorbitante”, escreveram os bispos numa nota final da reunião. Na mesma pedem aos países credores e aos organismos internacionais uma redução do débito.
Os desafios que esperam o Burundi, segundo os prelados, “inserem-se no contexto de um conflito fratricida que com muito esforça está a percorrer o caminho da paz graças aos acordos assinados pelos protagonistas”. No entanto, uma condição essencial para que esse caminho possa continuar a ser percorrido é “a reconstrução das infra-estruturas económicas e sociais destruídas pela guerra, reabilitar a justiça, financiar a luta contra a pobreza e as doenças, sem esquecer a luta contra a ignorância e a corrupção generalizada”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *