Publicação da autoria do arcebispo emérito de argel, Henri Teissier, é apresentada em Lisboa. O padre Tolentino Mendonça, que prefacia o livro, classifica-o como «um testemunho precioso», escrito por «uma das vozes proféticas da Igreja contemporânea»
Publicação da autoria do arcebispo emérito de argel, Henri Teissier, é apresentada em Lisboa. O padre Tolentino Mendonça, que prefacia o livro, classifica-o como «um testemunho precioso», escrito por «uma das vozes proféticas da Igreja contemporânea»Uma obra desta natureza é uma espécie de mapa interior: dá-nos acesso à vida mais profunda, às suas questões e procuras, aos seus impasses e aos seus encontros. É uma forma de exposição discreta da própria alma. É deste modo que Tolentino Mendonça, diretor do Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura (SNPC), descreve a obra de Henri Teissier, bispo emérito de argel, que vai ser apresentada ao público dia 13, a partir das 16h30, na Sala do Montepio, em Lisboa. O livro, traduzido para português e publicado com a chancela da Consolata Editora, propõe ao leitor uma viagem ao mundo espiritual do monge Cristophe Lebreton, um dos religiosos trapistas que foi assassinado em 1996, no quadro da guerra civil da argélia, no mosteiro de Tibhirine. No fundo, trata-se de um passeio guiado pelo último diário deste mártir, ao longo de dois anos e meio de vida da sua comunidade monástica e de toda a Igreja da argélia. Vivemos num tempo onde escasseiam os mestres da grande aventura humana. a mão sábia de Henri Teissier ajuda-nos a folhear o diário de Cristophe como quem aprofunda dimensões do nosso próprio coração, adianta Tolentino Mendonça, autor do prefácio e responsável pela apresentação da obra. Este é um livro precioso. Escrito por uma das vozes proféticas da Igreja contemporânea, adianta o sacerdote. Para antónio Fernandes, Superior Provincial dos Missionários da Consolata em Portugal, a tradução e publicação do livro Cristophe Lebreton: monge mártir e mestre espiritual para os nossos dias enquadram-se no programa da congregação para as áreas formativas e culturais. É uma forma de estarmos presentes no plano cultural e formativo, comunicando experiências de vida da Igreja e para a Igreja, explicou à Fátima Missionária. a apresentação do livro está inserida na visita que Henri Teissier vai fazer a Portugal, entre 12 e 19 de setembro, a convite dos Missionários da Consolata. O arcebispo tem agendada uma conferência de imprensa para quarta-feira, 12, na biblioteca municipal de Lisboa, Orlando Ribeiro, Estrada de Telheiras, 146, no Lumiar (14h30), e passará pelas cidades de Fátima, Porto, Ermesinde e Braga, para partilhar os seus conhecimentos em matéria de diálogo inter-religioso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *