Guiné-Bissau continua a viver um período de tensão Política. as Nações Unidas estão preocupadas. as crianças, na maior manifestação que o país conhece, tomam as ruas da capital pedindo paz.
Guiné-Bissau continua a viver um período de tensão Política. as Nações Unidas estão preocupadas. as crianças, na maior manifestação que o país conhece, tomam as ruas da capital pedindo paz. O conselho de segurança das Nações Unidas (ONU) expressou a sua preocupação sobre a situação Política na Guiné-Bissau e a atmosfera que se respira na nação com as eleições presidenciais do dia 19 de Junho.
Os 15 membros do conselho reafirmaram o seu apoio às autoridades locais, especialmente ao presidente Henrique Rosa, condenado as afirmações de Kumba Yala, afastado do poder num golpe de estado em 2003. Kumba Yala auto-proclamou-se presidente.
O presidente Rosa declarou que “há um sério risco de caos político”. Pedindo o respeito pelos interesses da nação pede que todos se afastem dos radicalismos e confrontações.como presidente interino lançou o alerta na rádio e pediu às forças armadas que “defendam a constituição”, ao mesmo tempo que 200 apoiantes de Kumba Yala tomavam as ruas.
Ontem, dia 17 de Maio, o país foi teatro de outra manifestação. Pelo menos 15 mil crianças, acompanhadas pelos pais e professores, marcharam pelas ruas da capital pedindo a paz. saíram dos bairros pobres na periferia de Bissau e terminaram a marcha no edifício presidencial. De acordo com a imprensa local foi a maior manifestação de toda a história do país, uma marcha de paz e esperança.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *