No dia 15 de Maio os etíopes voltam às urnas para eleições parlamentares. Um dos partidos da coligação que governou o país desde 1991 está a exercer repressão sobre os movimentos de oposição.
No dia 15 de Maio os etíopes voltam às urnas para eleições parlamentares. Um dos partidos da coligação que governou o país desde 1991 está a exercer repressão sobre os movimentos de oposição.com a aproximação das eleições parlamentares as autoridades etíopes estabelecem novas instituições que suprimem a liberdade de expressão e de actividade Política. ao mesmo tempo são detidos e vítimas de abuso os oponentes políticos. Esta situação é denunciada pelo Observatório dos Direitos Humanos (HRW).com a desculpa da preocupação por possí­veis movimentos armados e terrorismo, as autoridades locais justificam tortura, prisão e abuso dos críticos políticos e até de simples cidadãos na região central de Oromia. a zona é controlada por um partido étnico, a Organização Democrática das Pessoas de Oromia. Este partido tem a maior parte dos lugares no parlamento da coligação que actualmente governa o país. O HRW exige que os observadores das eleições do dia 15 de Maio tenham em consideração esta situação. Estes abusos estão a ser usados para impedir a existência de oposição Política, punindo todos os que se revelam contra as decisões políticas do governo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *