O coordenador do Conselho indígena, Marinaldo Trajano (na foto, de camisa branca, e o vice coordenador, Jairo Pereira), agradece o apoio para a homologação da terra indígena Raposa Serra do Sol.
O coordenador do Conselho indígena, Marinaldo Trajano (na foto, de camisa branca, e o vice coordenador, Jairo Pereira), agradece o apoio para a homologação da terra indígena Raposa Serra do Sol. Prezados Senhores e Senhoras,

O Conselho indígena de Roraima (CIR) e todos os povos indígenas de Roraima, em especial os que habitam a TI Raposa Serra do Sol, agradecem os esforços dedicados no alcance dessa mais recente e significante vitória ao nosso favor, que é a confirmação do decreto de homologação da nossa terra, assinado pelo presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, no dia 15 de abril de 2005, selando assim, um acto histórico que marca uma nova fase para 164 comunidades indígenas e 16. 484 Índios.

O reconhecimento de nossa terra é um fruto colhido por todos que nos ajudaram. De longe ou de perto muitas pessoas somaram no dia-a-dia da luta da organização indígena, por isso, agradecemos de todo o coração aos que sonharam a Raposa Serra do Sol mais digna e homologada. Dizemos muito obrigado aos que passaram horas ou dias trabalhando em campanhas, escrevendo cartas, e-mails, telefonando, participando em reuniões, enfim, dedicando sua atenção aos direitos indígenas. Sempre tivemos a dignidade de combater o bom combate, sem atentar contra a vida de ninguém, principalmente dos nossos opositores que, por razões históricas ou económicas, não aceitam a nossa luta.

Por amor aos povos indígenas ou por saber da necessidade de se construir um mundo em que a diferença seja vista como valor fundamental para a vida humana, sabemos que muitos deixaram seus afazeres pessoais para se engajar nessa causa. a presença e perseverança de todos os nossos amigos sempre foi uma motivaão a mais para que nunca desistí­ssemos de buscar, na lei ou na pressão Política, a garantia dos nossos direitos. Nos momentos mais difíceis sempre contamos com abraço amigo, o consolo para continuarmos olhando pra frente.

Com a homologação de nossa terra, todos e todas que lutam por justiça e paz na terra respiraram aliviados. Infelizmente muitos de nossos parentes não estão entre nós para também dizer o seu muito obrigado. Pelo menos 21 de nossos irmãos tombaram antes da Raposa Serra ser decretada de posse permanente e usufruto exclusivo dos indígenas que nela vivem. Lembramos aldo Mota, Mário Davis, Damião Mendes, Ovelário Tames e tantos outros que terminaram a sua luta a sete palmos do chão, mas não sairão da nossa memória como os nossos grandes guerreiros. aqueles que não conseguiram ver o resultado também são vitoriosos.

Sabemos que as reivindicações pelo exercício de nossa liberdade não terminam com o decreto de homologação, por isso, estaremos atentos a quaisquer violações de direitos. Há muito que fazer para garantir que de facto possamos ter posse exclusiva sobre Raposa Serra do Sol. a partir de agora, passaremos então a empregar nossos esforços na gestão desse território, para levar o desenvolvimento sustentável, a protecção e fiscalização necessária. Para tanto, continuaremos contanto com todos vocês, pois a nossa conquista não terminou no dia 15 de abril. Ela apenas começou.

as crianças sorriem mais felizes em nossas comunidades depois da homologação. Em nossos idosos, a sensação de liberdade ganha os contornos das montanhas e do horizonte. Somos todos vitoriosos! O Brasil é vitorioso! Nós sentimos-nos mais brasileiros depois que Lula assinou o decreto. Ele não apenas ajustou contas com os nossos antepassados, mas sinalizou para um futuro mais digno para todos os povos indígenas do Brasil e para todos os que lutam pela dignidade e contra a injustiça social.

Em Roraima vamos dar as mãos com todos os nossos irmãos Índios ou não-Índios e construir um estado melhor, mais justo, fraterno, com desenvolvimento sustentável e sem violentar o meio ambiente. gostaríamos que todas as pessoas de Roraima aceitassem o nosso abraço de irmãos que todos nós somos. Esperamos que a sociedade local entenda que todos ganham com a homologação da terra dos nossos avós. Em breve vamos festejar! Mas primeiro, vamos elaborar a nossa programação para que no momento certo todos possamos comemorar esse ato de justiça do presidente Lula. Estamos por enquanto trabalhando para que a paz reine neste estado tão especial do nosso Brasil.

Finalizamos dizendo que todos os que somaram de perto ou de longe com a nossa união e organização sintam-se abraçados e recebam o nosso mais sincero voto de agradecimento.

Saudações indígenas,
Conselho indígena de Roraima
Marinaldo Justino Trajano ” Coordenador
Boa Vista, RR 30 de abril de 2005

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *