Preocupação ecológica no Panamá. Quase metade do território em perigo de desertificação. agricultura intensiva e desflorestação ilegal apontadas como responsáveis pela preocupante situação.
Preocupação ecológica no Panamá. Quase metade do território em perigo de desertificação. agricultura intensiva e desflorestação ilegal apontadas como responsáveis pela preocupante situação. São quase três milhões de hectares, 40 por cento do território nacional, em estado de decadência ecológica segundo um estudo do Círculo de Estudos Científicos aplicados (CECa). Este estudo concluiu que a maior parte das zonas em risco são na costa do oceano Pacífico, o chamado arco Seco.

O uso descontrolado de agentes químicos, a desflorestação, os fogos e o uso incorrecto da terra são as razões da decadência do solo.

“No Panamá ” disse René Chang, director do CEC a ” cada ano entre 1992 e 2000 foram desflorestados ilegalmente 100 hectares de terra. ” Um fenómeno que continua a afectar a produtividade da terra, aumentando também o perigo de desertificação.

Outro problema grave é a contaminação das reservas de água, causada pelo uso excessivo de pesticidas e outros agentes químicos na agricultura.

Grandes empresas de desflorestação e agricultura têm sido identificadas como os maiores responsáveis pela devastação. Também o governo é culpado por não vigiar e controlar as regulações destinadas a limitar o impacto destas actividades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *