O cardeal português José Saraiva Martins continua à frente da Congregação para a Causa dos Santos. Já foi reconduzido no cargo pelo novo papa, Bento XVI.
O cardeal português José Saraiva Martins continua à frente da Congregação para a Causa dos Santos. Já foi reconduzido no cargo pelo novo papa, Bento XVI. O purpurado português José Saraiva Martins foi reconduzido no cargo até agora desempenhado: prefeito da Congregação da Causa dos Santos. O seu nome ainda foi apontado para suceder ao agora papa, cardeal Ratzinger, como prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé. Mas tal não aconteceu.

No cargo para que agora foi reconduzido, o cardeal português verifica os processos das causas de beatificação e canonização que são apresentadas, para confirmar se são verdadeiras as virtudes heróicas e a fama de santidade. aquando do processo que levou à beatificação dos dois videntes, José Saraiva Martins era já o responsável por esta congregação. Dependerá dele a decisão de canonização dos dois pastorinhos, processo que está a ser analisado.

Dentro em breve, José Saraiva Martins terá em mãos um outro caso, o do cónego Manuel Nunes Formigão, considerado como o “apóstolo de Fátima”. Também tem em mãos, e em fase bastante adiantada, o processo do Padre américo.

a viver em Roma há 50 anos, o cardeal português foi, entre 1998 e a morte de João Paulo II, o perfeito da Congregação para as Causas dos Santos, tida como uma das mais influentes da Cúria Romana, depois da que era comandada pelo actual Papa – a Congregação para a Doutrina da Fé.

Natural de Gagos, Distrito da Guarda, D. José Saraiva Martins recebeu as insígnias cardinalí­cias de João Paulo II em 2001.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *