O cardeal Joseph Ratzinger presidiu à peregrinação internacional de Outubro de 1996, que visitava Fátima pela primeira vez.
O cardeal Joseph Ratzinger presidiu à peregrinação internacional de Outubro de 1996, que visitava Fátima pela primeira vez. “Voz da Fátima”, jornal oficial do Santuário de Fátima, descreve, na edição de Novembro de 1996, a peregrinação internacional de Outubro, presidida pelo então Cardeal Joseph Ratzinger, prefeito da Congregação para Doutrina da Fé, que pela primeira vez visitava Fátima.

Noticia o jornal “Voz da Fátima” que, durante a peregrinação aniversária de Outubro de 1996, na qual terão participado à volta de 250. 000 peregrinos, foi usada a imagem da Virgem Peregrina de Fátima, e não, como habitualmente, a imagem oficial de Nossa Senhora.

No final da oração do Terço, na noite de 12 de Outubro, uma delegação de peregrinos polacos entregou a imagem da Virgem Peregrina ao Bispo de Leiria-Fátima, Serafim Ferreira e Silva, após um périplo de cerca de um ano por todas as dioceses da Polónia.

após a entrega da imagem, na Capelinha, seguiu-se a habitual procissão até ao altar do Recinto e a eucaristia, presidida pelo arcebispo de Warmia (norte da Polónia), Edmund Piszcz.

No dia 13, a celebração eucarística foi presidida pelo cardeal Joseph Ratzinger, concelebrada por vinte bispos e quatrocentos sacerdotes. No final da celebração, o bispo de Leiria-Fátima procedeu à entrega solene da imagem da Virgem Peregrina de Fátima ao arcebispo administrador da Rússia europeia, Kondrusiewicz, para uma viagem da Virgem à Rússia e ao Casaquistão.

O jornal transcreve ainda, na mesma edição de Novembro de 1996, a declaração de Joseph Ratzinger à Rádio Renascença, na qual o agora Papa Bento XVI, falava sobre a terceira parte do chamado Segredo de Fátima.

Ratzinger afirmou que a terceira parte não encerrava nada de catastrófico e que “o verdadeiro conteúdo quer da Revelação, quer do segredo, é sempre o mesmo, isto é, o convite à conversão dos corações, à fé, à comunhão com Cristo”.

a terceira parte do Segredo viria a ser revelada no ano 2000, na terceira visita a Fátima de João Paulo II. a comunicação foi lida pelo Cardeal Sodano, secretário de estado de João Paulo II.

O comentário teológico da terceira parte do segredo, publicado nas “Memórias da Irmã Lúcia”/apêndice III, foi feito pelo cardeal Joseph Ratzinger, na qualidade de prefeito da Congregação para a Doutrina da fé.
Sala de Imprensa do Santuário de Fátima

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *