Mais de 200 ranchos participaram na III Peregrinação Nacional a Fátima dos Grupos de Folclore Federados.
Mais de 200 ranchos participaram na III Peregrinação Nacional a Fátima dos Grupos de Folclore Federados. Mais de 200 Ranchos Folclóricos participaram na III Peregrinação Nacional a Fátima dos Grupos de Folclore Federados, realizada ontem, 10 de abril.
às 15 mil pessoas vindas de diversos pontos do país, trajadas a rigor, juntaram-se ainda grupos folclóricos das comunidades portuguesas emigrantes em Espanha e Suiça. Cor e brilho de outros tempos transportados para os trajes e preservação da cultura e religiosidade do povo português.
Um dos participantes foi o Rancho Folclórico da Casa do Povo de Fátima. Este apresenta como ex-libris três crianças simbolizando os três pastorinhos de Fátima.

” a sua presença (dos ranchos folclóricos) aviva entre nós a matriz cultural do nosso país, a muitos faz recordar momentos festivos e de grande coesão social da sua infância”, afirmou o presidente da celebração e bispo da diocese de Beja, Vitalino Dantas.
O prelado apelou também à preservação das tradições, “pois elas fazem-nos compreender melhor aquilo que somos, a nossa cultura, a nossa identidade. Não queremos ser robots da moderna civilização técnica, mas pessoas com um passado comunitário e religioso, que o nosso folclore bem documenta”, frisou.

ao lado do quadro que está colocado no Recinto do Santuário (uma fotografia de João Paulo II e de Lúcia), antónio Vitalino Dantas lembrou o Santo Padre, também ele peregrino deste Santuário “precisamente para agradecer o milagre da sua vida ao serviço da Igreja e da humanidade”. Isto para lembrar aos fiéis as dificuldades e os obstáculos nos caminhos da vida, na busca da felicidade.

assinalando que os dois discípulos de Eamús não reconheceram Jesus, segundo o evangelho, o prelado salientou a presença viva de João Paulo II “por esta Igreja e este mundo, a quem ele serviu com a dedicação total da sua vida”.
O bispo de Beja convidou ainda os fiéis a um maior tempo de oração e meditação. E invocou as bênçãos divinas para o conclave, onde será eleito o novo Papa e que começará a 18 de abril.

Esta peregrinação iniciou-se com a concentração dos ranchos e cortejo de entrada dos grupos em direcção à capelinha.
Esta iniciativa foi uma organização conjunta da Federação do Folclore Português e da associação Folclórica da Região de Leiria alta Estremadura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *