angola continua a ser afligido pela mais letal epidemia provocada pelo ví­rus de Marburg em África. Medidas extraordinárias tomadas parecem não ser capazes de controlar a epidemia.
angola continua a ser afligido pela mais letal epidemia provocada pelo ví­rus de Marburg em África. Medidas extraordinárias tomadas parecem não ser capazes de controlar a epidemia. São já duzentos os casos, 173 dos quais mortais, segundo os dados da Organização Mundial de Saúde (OMS). a febre hemorrágica é provocada pelo ví­rus Marburg, semelhante ao ébola, que desde finais de Outubro aflige o nordeste da província de Uí­ge, em angola.

O ví­rus é transmitido por contacto com fluidos corporais como o suor, a saliva e o sémen. Provoca febres altíssimas e hemorragias, os órgãos internos são literalmente dissolvidos… Não há um tratamento eficaz.

Baseado no relatório da OMS e do ministério da saúde de Luanda, constata-se que não só houve um aumento do número de casos e mortes, mas também no número de províncias afectadas. Isto apesar dos esforços e medidas para conter a epidemia.

a epidemia provocada pelo ví­rus Marburg na angola é a mais letal registada em África. Muitos países vizinhos adoptaram medidas de alerta de saúde excepcionais para conter o avanço da epidemia. até agora não há conhecimento de casos fora de angola.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *