a grande notícia é, sem dúvida, a morte do Santo Padre. Todos os outros acontecimentos passaram para segundo plano. Moçambique, onde a notícia foi recebida com profundo pesar, não foi excepção.
a grande notícia é, sem dúvida, a morte do Santo Padre. Todos os outros acontecimentos passaram para segundo plano. Moçambique, onde a notícia foi recebida com profundo pesar, não foi excepção. é opinião geral que a visita ao país foi de grande importância para o povo moçambicano, que vivia os momentos dramáticos da guerra civil. Para muitos, foi a ocasião para a intensificação do diálogo entre as partes em confronto, que mais tarde levaria aos acordos gerais de paz, assinados em 1992, em Roma.

O governo moçambicano na pessoa do actual presidente, armando Guebuza, não deixou de comunicar a gratidão e o sentido de perda que a morte do Papa causou. Para melhor expressar estes sentimentos vai marcar presença nos funerais a realizar em Roma e decretou dia de luto nacional, a 8 de abril.

O ex-presidente Joaquim Chissano manifestou a sua homenagem respeitosa e a sua gratidão num misto de tristeza e esperança, ao afirmar que se o Papa tanto fez pelo mundo, muito mais pode agora fazer estando na presença de Deus.

Os responsáveis das Igrejas cristãs reconheceram a importância da figura do Papa, ao afirmarem que João Paulo II era um mestre que muito ensinou. apresentaram os seus pêsames à Igreja católica. Os líderes das outras religiões recordaram a grande dedicação do Papa em favor do diálogo e da convivência pacífica.

a Igreja Católica vive o acontecimento com sentimentos de tristeza e de esperança. Em Maputo, foi recomendado aos sacerdotes que celebrassem as missas destes dias em memória do Santo Padre.
a Igreja católica em Moçambique recorda a visita de 1988 como tendo sido um renovado incentivo e chamamento à actividade pastoral e ao empenho no campo social.

Deixou transparecer a esperança e o desejo de que o próximo sucessor de Pedro seja oriundo do continente africano. O Espírito sopra onde quer e ninguém sabe de onde vem e para onde vai. Nestas ocasiões não poupa surpresas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *