a preocupação cresceu ontem à tarde, perto das 19 horas. Febre altí­ssima, pressão baixa e paragem cardí­aca. Reagiu bem aos antibióticos, mas continua grave.
a preocupação cresceu ontem à tarde, perto das 19 horas. Febre altí­ssima, pressão baixa e paragem cardí­aca. Reagiu bem aos antibióticos, mas continua grave. as pessoas aglomeram-se na praça de São Pedro, à espera de notícias mais confortantes Durante a noite, a luz permanente nos aposentos do Papa dava a entender que algo de anormal se passava. a saúde do Papa agravou-se rapidamente. Suportou mal a sonda nasal que lhe foi colocada. Uma infecção nas vias urinárias fez subir a temperatura. a terapia intensiva a que foi submetido estacionou a situação, que no entanto continua grave.

Um novo internamento do Santo Padre na Clínica Gemelli foi desaconselhado, devido à fraqueza do Pontífice. O Santo Padre, que continua muito lúcido e sereno, preferiu ficar nos seus aposentos, onde é seguido por uma equipa de médicos.

Todo o mundo está em ânsia. é uma situação delicada que continua a pôr à prova a fibra deste grande Papa. Deus purificou-o de tantos modos nos últimos meses privando-o das excepcionais qualidades psico-físicas que tornaram grande o seu pontificado. O caminhante e peregrino incansável pelas estradas do mundo vê-se agora reduzido no seu vigor fí­sico, no rosto expressivo e na palavra persuasora. No leito do sofrimento vai-se imolando pelo mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *