O tráfego de seres humanos é a terceira actividade ilí­cita mais lucrativa. No final de uma conferência sobre o tema, o governo colombiano comprometeu-se a combater o tráfego de mulheres.
O tráfego de seres humanos é a terceira actividade ilí­cita mais lucrativa. No final de uma conferência sobre o tema, o governo colombiano comprometeu-se a combater o tráfego de mulheres. Terminou, a 31 de Março, a conferência internacional sobre “Sistemas de protecção às vítimas do delito de tráfego de seres humanos”.organizada pelo ministério de negócios estrangeiros colombiano, em colaboração com a Organização Internacional para as Migrações (OIM) e a embaixada holandesa na Colômbia, a conferência decorreu em Bogotá, .

De acordo com estimativas das Nações Unidas, as vítimas do tráfego de seres humanos no mundo são 400 milhões. a maior parte delas são exploradas sexualmente e no trabalho ilegal.

“O comércio de pessoas tornou-se um dos piores fenómenos do novo século. Os efeitos da exploração para fins sexuais, do tráfego de droga e outras actividades constituem uma grave violação da dignidade da pessoa humana”, explicou Luís Camilo Osório, procurador geral da Colômbia.

O governo colombiano assinou um acordo com a OIM para combater o tráfego de mulheres com destino à prostituição noutros países. Segundo a imprensa local, esta situação afecta actualmente 50 mil mulheres colombianas.

Calcula-se que o comércio de seres humanos atinja lucros altí­ssimos, apenas superados pelo narcotráfico e pelo tráfico de armas. São ganhos anuais que oscilam entre os sete mil e os 10. mil milhões de dólares.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *