55. 4 por cento das famílias portuguesas têm filhos, mas há uma ligeira redução em relação a 2009
55. 4 por cento das famílias portuguesas têm filhos, mas há uma ligeira redução em relação a 200931. 7 por cento de famílias tem um filho, 19. 5 por cento tem dois filhos e 3. 2 por cento das famílias portuguesas tem três filhos. a idade média da mulher no nascimento do primeiro filho subiu de 28. 6 para 28. 9 anos. Manteve-se inalterado o número de famílias numerosas, 7. 3 por cento. Os dados são do Instituto Nacional de Estatística (INE) e apontam para uma ligeira redução das famílias com filhos (menos 0. 5 por cento) relativamente a 2009. Por outro lado verifica-se um aumento no número de pessoas que vivem sozinhas (de 17. 5 por cento para 17. 7 por cento).
O INE adianta ainda que, segundo os indicadores sociais, as famílias monoparentais encontram-se mais no norte do país, com 34. 1 por cento. Segue-se Lisboa, com 30. 5 por cento e, em terceiro lugar apresenta-se a zona centro com 20. 1 por cento de casos, indica a Lusa. O alentejo apresenta 5. 7 por cento de famílias monoparentais e o algarve quatro por cento. Nas ilhas, a Madeira apresenta uma percentagem de 3. 3 por cento da famílias monoparentais e os açores 2. 1 por cento.

Em 2010 registaram-se menos casamentos, 39. 993 realizados. Em 2009 tinham sido registados 40. 391. Em relação aos matrimónios (casamento religioso) foram celebrados 16. 738. Mas foram menos 4. 6 dos que os celebrados no ano anterior. Em 2010 foram também menos do que os civis, que chegaram aos 23. 255 (mais 1. 8 por cento do que em 2009). O INE registou ainda o ano passado 266 uniões de entre pessoas do mesmo sexo. a idade média de casamento voltou a aumentar, situando-se nos 34. 1 anos para os homens (33. 4 em 2009) e 31. 6 anos para as mulheres (30. 8 em 2009). Quanto aos divórcios, aumentaram 5. 3 por cento em relação a 2009. Houve 27. 556 casais residentes em território nacional a separar-se.