Páscoa é a festa da vida e da alegria. difícil de viver. O desafio é celebrar o amor num mundo onde, por vezes, impera o ódio. Boa Páscoa.
Páscoa é a festa da vida e da alegria. difícil de viver. O desafio é celebrar o amor num mundo onde, por vezes, impera o ódio. Boa Páscoa. Se alguém de vocês já se habituou a ler estas pequenas notícias que vou redigindo, terá notado que na semana passada faltei ao encontro. a razão é simples. além de não ser ainda um bom observador para estar em cima do acontecimento, estamos na Semana Santa e, nas paróquias, a actividade intensificou-se.

Somos dois missionários da Consolata na nossa comunidade: Salvador Forner, 68 anos, italiano, pároco, e eu, antónio Jorge Cachide Ferreira, 33 anos, português. Temos a nosso cargo duas paróquias e quatro comunidades, ajudados regularmente por outros dois missionários da Consolata, Luís Ferraz e José Salgueiro, ambos portugueses.

Estamos na Páscoa, data de baptismos: em Liqueleva 130; na Liberdade 70. é necessário admitir que os frutos são abundantes. Foram organizadas celebrações penitenciais para adultos e para as crianças da catequese, além da tradicional Via-sacra. Vive-se o clima do caminho para o Calvário, onde contemplamos o Senhor morto que oferece a vida.

a Páscoa é, sem sombras de dúvidas, a festa principal e mais importante do mundo cristão. Ocasião para os cristãos celebrarem o âmago da própria fé. O mistério da morte e da ressurreição é o seu núcleo. Na Páscoa concentram-se os principais paradoxos da nossa fé: um homem chamado Jesus em Quem contemplamos Deus. é na fraqueza que se acolhe a força de Deus; na derrota da cruz recebe-se a vitória da ressurreição; da morte brota a vida eterna.

a Páscoa tem um valor especial para quem vive no sofrimento. Nela contemplamos o mistério do sofrimento de Deus. Deus que aceitou ser homem para viver a condição humana. Se há alguém que nos pode compreender nos nossos sofrimentos e dificuldades, é Deus que aceitou ser homem. Podemos dizer, conhece por experiência pessoal o desafio de ser homem.

a Páscoa ensina-nos a lição fundamental, dentro do contexto do sofrimento de Deus. Deus sofre por amor. é o Pai que sofre por cada um dos seus filhos e dá-nos a lição fundamental do amor. No amor, para ganhar é necessário perder. Gosto muito desta frase. Resume de maneira sublime o mistério pascal. Para ganhar é necessário aprender a perder. Para ganhar o irmão é necessário perder um pouco de si mesmo. é a lição de Jesus, não sentado numa cadeira do poder, mas do alto da cruz. Para ganhar cada um de nós, aceitou perder a própria vida.

assim sendo não me resta senão desejar-vos uma feliz e santa Páscoa, a cada um de vós e às vossas famílias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *