Missionária norte-americana, comprometida na defesa dos sem-terra, foi assassinada no estado do Pará, Brasil. Mais uma mártir da evangelização e da luta pelos direitos humanos.
Missionária norte-americana, comprometida na defesa dos sem-terra, foi assassinada no estado do Pará, Brasil. Mais uma mártir da evangelização e da luta pelos direitos humanos. a irmã Dorothy Stang, das Irmãs de Notre Dame de Namur, foi assassinada com três tiros, quando ia a caminho de uma comunidade local de camponeses. O ataque teve lugar uma semana depois de ela ter denunciado ameaças de morte contra camponeses locais.

De 73 anos, a missionária trabalhou em anapu, estado do Pará, durante 20 anos. Segundo a Rádio Vaticano, é a 11º missionária a ser assassinada no último ano nesta região do Brasil.

De acordo com testemunhas, a irmã Stang foi assassinada por dois pistoleiros contratados por proprietários locais, que se opõem ao Projecto de Desenvolvimento Sustentável. a missionária tinha recebido o prémio José Carlos Castro e a cidadania de honra do Estado do Pará, em reconhecimento do seu trabalho na defesa dos direitos humanos.

as investigações estão em curso e o próprio presidente Lula da Silva pediu que avancem de modo a encontrar os culpados e esclarecer o sucedido. Mais uma mártir tombou contra a violência e em defesa dos direitos humanos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *