Morreu num dia 13 depois de ter ouvido uma mensagem do Papa. Ela a quem Nossa Senhora pediu para que se rezasse o terço, morreu serena. Uma figura que marca a história religiosa deste país
Morreu num dia 13 depois de ter ouvido uma mensagem do Papa. Ela a quem Nossa Senhora pediu para que se rezasse o terço, morreu serena. Uma figura que marca a história religiosa deste país”Tu ficarás cá mais algum tempo”. Foram estas as palavras que Nossa Senhora disse a Lúcia quando esta lhe disse que iria levar os primos Francisco e Jacinta para o céu.

Quase a comemorar 98 anos (a 22 de Março, embora a data real do nascimento seja a 30 de Março), uma das últimas coisas que a vidente fez foi tentar ler uma mensagem do Papa.
Depois de lhe ter sido lido um fax enviado por João Paulo II, a irmã Lúcia de Jesus ainda fez um esforço para tentar ler o texto.

Segundo o bispo de Coimbra, D. albino Cleto, a religiosa manteve-se lúcida até ao momento da morte.
Com a sua morte é fechado um ciclo.

Ciclo fechado
O reitor do Santuário de Fátima, Luciano Guerra, considerou ontem a irmã Lúcia como “a testemunha principal de Fátima”.

Sobre a última vidente viva diz: “Era uma mulher simples, muito séria, muito coerente. Era rigorosa. Era o carácter da mãe”.

” a irmã Lúcia já tinha cumprido a sua missão”, diz o sacerdote Pedro Ferreira, dos Padres Carmelitas Descalços, confessor da irmã Lúcia . Esteve com a vidente há três dias. ” Disse que estava à espera que Nossa Senhora a chamasse. E chamou-a num dia 13. “.

D. Serafim Ferreira e Silva considera que Lúcia “já tinha cumprido a sua missão, com a revelação, em 2000, da terceira parte do segredo”. “é com naturalidade que a morte dela deve ser encarada”.

Francisco Vieira é sobrinho-neto de Lúcia, que admira pela “alegria com que olhava a vida e o mundo”. “antes do seu estado de saúde de ter degradado, ela já trabalhava com computador. Diz ainda, orgulhoso pela forma com a sua tia-avó se mantinha a par dos tempos.

Luciano Cristino, um dos estudiosos de Fátima considera que os escritos da irmã Lúcia são “fundamentais e únicos”. Foi a partir das suas memórias que deu ao mundo conhecimento das palavras de Nossa Senhora bem como do terceiro segredo que só foi revelado em Maio de 2000.

Planeada estava já uma cerimónia especial para o momento de inauguração da nova basílica de Fátima, nos 90 anos das aparições de Fátima. Nessa altura, a carmelita teria um século de vida.

Canonização?
à agência Ecclesia, D. João Alves, bispo emérito de Coimbra, considerou “natural” o processo de canonização da vidente agora falecida.
“Tendo vivido a experiência das aparições de Fátima com Jacinta e Francisco, que já foram beatificados, o processo da canonização da irmã Lúcia oportunamente será iniciado por quem de direito”. afirmou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *