Os jovens, participantes no Encontro Europeu de Taizé, entrarão de forma original no novo ano. Em comunhão com os povos que sofrem, em particular com os da Ásia, terá lugar nas paróquias uma Vigília de Oração pela Paz, envolvendo as dioceses de Lisboa, Setúbal e Santarém.
Os jovens, participantes no Encontro Europeu de Taizé, entrarão de forma original no novo ano. Em comunhão com os povos que sofrem, em particular com os da Ásia, terá lugar nas paróquias uma Vigília de Oração pela Paz, envolvendo as dioceses de Lisboa, Setúbal e Santarém.com o objectivo fundamental de partilhar culturas, a Oração pela Paz culminará com uma “Festa das Nações”, onde jovens e paroquianos apresentarão tradições e costumes dos seus países natais.

Nas manhãs dos dias 30 e 31 de Dezembro, além da reflexão em torno da carta do Ir. Roger, alguns jovens irão visitar locais de esperança nas diversas localidades. Poderão conversar sobre o tema do encontro com prisioneiros de vários estabelecimentos, conhecer voluntários que ajudam os sem-abrigo, ou dão apoio aos imigrantes. Na tarde de 31 haverá encontros por países e regiões de origem, uma ocasião de descobrir a ligação entre o que vivemos durante o Encontro e a nossa vida de todos os dias. Ser fermento de paz, portadores de luz, é o intuito do Encontro Europeu de Jovens. assim, os portugueses reunir-se-ão no Pavilhão 1 da FIL, onde haverá uma celebração eucarística presidida Cardeal-Patriarca de Lisboa, D. José Policarpo. ao mesmo tempo, polacos ou italianos estarão, respectivamente no Pavilhão 2 e na igreja de S. Jorge de arroios.

Na oração comunitária de dia 29 de Dezembro, estiveram presentes vários bispos, nomeadamente o Cardeal-Patriarca de Lisboa, D. José Policarpo. Na oração de dia 30 de Dezembro participarão D. Manuel Clemente, Bispo auxiliar de Lisboa; D. Manuel Pelino, Bispo de Santarém; D. albino Cleto, Bispo de Coimbra; o Pe. José Salvador, da Igreja Presbiteriana; o Pe. alexandre Bonito, do Patriarcado Ecuménico de Constantinopla; Monsenhor Henryk Tomasik pela Conferência Episcopal da Polónia; Monsenhor Jesus Juarez de El alto, Bolívia, e o Professor antónio Carmona Rodrigues, Presidente da Câmara Municipal de Lisboa.

O primeiro dia do ano de 2005 será marcado pela abertura aos outros. as celebrações habituais das paróquias terão um carácter muito internacional e as famílias poderão, ao almoço, dar a conhecer algo da gastronomia portuguesa.

Seguir-se-á a despedida aos jovens que, a partir das 15. 30h, e consoante a nacionalidade, partirão de pontos diferentes da cidade. aos polacos caberá o parque junto ao estádio de alvalade.

No dia 2 de Janeiro, a comunidade de Taizé encontrar-se-á no Mosteiro dos Jerónimos com muitos jovens, para uma missa, às 10h, que será transmitida pela RTP e pela France 2. No decorrer dessa celebração, presidida pelo Cardeal-Patriarca de Lisboa, D. José Policarpo, o Ir. Roger fará uma meditação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *