a Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) manifestou a sua solidariedade com os três bispos do Estado do Pará, na região amazónica, ameaçados de morte
a Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) manifestou a sua solidariedade com os três bispos do Estado do Pará, na região amazónica, ameaçados de morteErwin Krautler, de Xingu; José Luiz azcona Hermoso, de Marajó; e Flávio Giovenale, da diocese de abaetetuba são os prelados ameaçados de morte. as ameaças chegam através de cartas anónimas, da internet e também por telefone.
Eu conto com a protecção da Polícia Militar do Pará já há quase dois anos, 24 horas por dia. Sinto-me cerceado no direito de ir e vir e também na minha missão de bispo, mas não me deixo intimidar pelas ameaças , contou à Lusa, o bispo nascido na Áustria. as ameaças prendem-se com o seu empenhamento em defesa da amazónia, dos povos indígenas e contra a destruição da floresta.
Na 46a assembleia geral da CNBB em Indaiatuba, São Paulo, os prelados pediram investigações e protecção para os ameaçados e manifestaram indignação face à violência e à perseguição dos religiosos. Em Cristo somos um só com eles e com as pessoas que eles defendem: os povos indígenas, as mulheres, crianças e adolescentes que o tráfico de seres humanos instrumentaliza, que a exploração sexual vende e as drogas matam. apoiamos também seu empenho na defesa do meio ambiente , destaca o comunicado da CNBB.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *