O Partido Socialista manifestou disponibilidade para ouvir a hierarquia da Igreja Católica sobre a nova lei do divórcio, em sede de comissão parlamentar
O Partido Socialista manifestou disponibilidade para ouvir a hierarquia da Igreja Católica sobre a nova lei do divórcio, em sede de comissão parlamentar Só estamos a tratar do casamento e do divórcio civil e tão só , afirmou o líder parlamentar do PS, durante uma conferência de imprensa no Parlamento. alberto Martins, ,sublinhou que o diploma não trata o casamento católico , mas apenas o casamento e o divórcio civil .
a deputada independente pelo Movimento Humanismo e Democracia, Maria do Rosário Carneiro, também presente na conferência de imprensa, rejeitou igualmente qualquer crítica de ligeireza ao novo diploma. O divórcio é uma forma de cessação de um contrato que é o casamento , disse, citada pela Lusa.
Maria do Rosário Carneiro salientou que quando se fala de divórcio não se está a falar de nada positivo , já que representa a ruptura de um bem fundamental que é a realidade familiar . Quando essa funcionalidade deixa de existir, isso é um mal. Mas deve ser o menos prejudicial possível , acrescentou. Por isso, cabe ao Estado clarificar de forma cautelosa a ruptura da vida familiar porque, assim, estará a ser prudente e a proteger a família .
a Igreja já contestou qualquer iniciativa legal que facilite o divórcio civil, já que provoca a destabilização das famílias. O presidente da Conferência Episcopal Portuguesa, Jorge Ortiga apelou mesmo aos católicos para que defendam a vida familiar em consonância com o sacramento do matrimónio .

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *